Open Insurance

O Open Insurance, ou Sistema de Seguros Aberto, é a possibilidade de consumidores de produtos e serviços de seguros, previdência complementar aberta e capitalização permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes sociedades autorizadas/credenciadas pela Susep, de forma segura, ágil, precisa e conveniente. Para entregar esses benefícios ao consumidor, o Open Insurance operacionaliza e padroniza o compartilhamento de dados e serviços por meio de abertura e integração de sistemas, com privacidade e segurança.

Definição

O Open Insurance, ou Sistema de Seguros Aberto, é a possibilidade de consumidores de produtos e serviços de seguros, previdência complementar aberta e capitalização permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes sociedades autorizadas/ credenciadas pela Susep, de forma segura, ágil, precisa e conveniente. Para entregar esses benefícios ao consumidor, o Open Insurance operacionaliza e padroniza o compartilhamento de dados e serviços por meio de abertura e integração de sistemas, com privacidade e segurança.

Consentimento no compartilhamento de dados e serviços

O compartilhamento dos dados pessoais de clientes ou de serviços do escopo do Open Insurance depende de prévio consentimento por parte dos respectivos clientes. O consentimento deve se caracterizar como manifestação livre, informada, prévia e inequívoca de vontade, feita por meio eletrônico, pela qual o cliente concorda com o compartilhamento de dados ou de serviços para finalidades determinadas.

Importante: A fase 1 do Open Insurance não envolve o compartilhamento de dados pessoais dos clientes.

Estrutura de Governança

A regulação prevê que deverá ser estabelecida estrutura de governança a ser responsável pelo Open Insurance até o dia 03/09/2021 em caráter inicial e até 31/10/2022 de forma definitiva.

A estrutura de governança será composta por, pelo menos, três níveis:

  • Estratégico, integrado por um Conselho Deliberativo;
  • Administrativo, integrado por um Secretariado; e
  • Técnico, composto por Grupos Técnicos.

Mais informações

Possíveis soluções a partir do Open Insurance

Será possível desenvolver aplicativos que comparem produtos de diversas seguradoras em um só local, para que o cidadão possa fazer escolhas mais conscientes, podendo, inclusive, utilizar seus dados pessoais para definição de produtos mais aderentes ao seu perfil, caso deseje.

Novas soluções tecnológicas poderão surgir para atender as necessidades dos consumidores como, por exemplo, agregação das informações relativas à vida financeira em diferentes instituições financeiras, incluindo produtos de seguros, de previdência complementar e capitalização.

Serviços como aviso de sinistros (comunicação de uma ocorrência coberta pelo seguro), portabilidade de previdência, entre outros, poderão ser feitos de forma mais simples, por meios digitais.

Fases e Cronograma de Implementação

Open Data


Canais de atendimento

Produtos disponíveis

Compartilhamento de
Dados Pessoais

Cadastro de clientes e participantes

Movimentações dos clientes relacionados a produtos

Registros de dispositivos eletrônicos

Efetivação de Serviços


Acesso

Modificações

Resgate ou portabilidade

Aviso de sinistro

Outros...

* O prazo de finalização das fases II e III foi definido até 15/06/2023, compatível com o prazo máximo do Sistema de Registros de Operações (SRO), tendo em vista a sinergia entre os dois projetos. 

Perguntas Frequentes

O Open Insurance permite que, exclusivamente a partir do consentimento do consumidor, seus dados sejam compartilhados entre empresas do setor de forma segura e ágil.

Podemos segregar as informações em dois grandes grupos: dados públicos e dados pessoais. Os dados públicos vão desde dados de pontos físicos e eletrônicos de atendimentos até informações de produtos comercializados pelas diferentes empresas do setor. Os dados pessoais a serem compartilhados, caso haja consentimento do cliente, compreendem os dados cadastrais dos clientes e de seus representantes e os dados referentes a apólices, bilhete, certificado, contrato ou título de capitalização e sua utilização, incluindo também aqueles obtidos por meio de dispositivos eletrônicos usados ou embarcados.

Sim. Um dos objetivos do Open Insurance é ser interoperável com o Open Banking, formando o ecossistema mais amplo, denominado como Open Finance.

Sim. Existe a previsão de atuação das sociedades iniciadoras de serviço de seguro. Essas empresas serão credenciadas pela Susep para atuação exclusiva no Open Insurance e poderão oferecer soluções diversas para os clientes, que vão desde serviço de agregação de dados, painéis de informação e controle (dashboards) até a execução de serviços, caso o consumidor consinta, de forma expressa e inequívoca, com segurança e privacidade.

Cyborg on blurred background solving problem with digital question marks 3D rendering

Webinar – Open Insurance

A Susep realizou webinar, no dia 04 de maio, sobre as propostas em consulta pública de Resolução CNSP e Circular Susep que visavam regulamentar a implementação do Open Insurance no mercado segurador brasileiro. As consultas públicas ficaram abertas para sugestões até o dia 24 de maio.

O webinar tratou dos conceitos gerais e forma de implementação, dando uma visão geral do projeto. Em seguida, foi abordado o escopo de dados e serviços, detalhando o que será objeto de compartilhamento e suas etapas. A última parte tratou dos aspectos técnicos de estrutura do Open Insurance. Nesta, foram abordados os aspectos de funcionamento dos APIs, segurança e integração do Open Banking com o Open Insurance.